Compartilhar

Dirigentes da Cotrisel participam de semana de intercooperação no Paraná

A Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul (FecoAgro/RS) proporcionou aos dirigentes de 27 cooperativas gaúchas uma semana de visitas técnicas nas paranaenses Frísia, Cocamar, Coamo, Copacol, Cotriguaçu, Frimesa e Lar, de 22 a 25 de outubro. Representando a Cotrisel, o Vice-presidente Sinval Gressler e o Diretor Financeiro e Comercial Pedro de Franceschi participaram desse intercâmbio.

Na segunda-feira, os dirigentes conheceram a sede da Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Ocepar), o moinho de trigo da marca Herança Holandesa – fruto da intercooperação da Frísia Cooperativa Agroindustrial, Cooperativa Castrolanda e Capal Cooperativa Agroindustrial – e a sede da Frísia Cooperativa Agroindustrial. O destino da terça-feira foi a Cocamar, onde o grupo conheceu o modelo de gestão e governança implantado na cooperativa. A quarta-feira foi marcada pelo tema “agroindustrialização”, com visitas às sedes da Coamo e da Copacol. O último dia de visitas levou os participantes até as cooperativas Cotriguaçú, Frimesa e Lar, onde foram abordadas as pautas de logística, gestão e industrialização.

O ramo agropecuário conta com 69 cooperativas atuantes no Paraná, num total de 167 mil cooperados, representando 58% do Produto Interno Bruto (PIB) agropecuário do estado. Em 2017, do faturamento de R$ 70,6 bilhões das cooperativas, R$ 58 bilhões foram oriundos das cooperativas agropecuárias, que também geraram US$ 2,6 bilhões em exportações para cerca de 120 países. Destas receitas, 48% são geradas nas agroindústrias, fazendo a agregação de valor de produtos. "Impossível movimentar a safra no Paraná sem o cooperativismo pela força que o sistema tem", destacou Robson Mafioletti, superintendente da Ocepar.

Para o vice-presidente da Cotrisel, a vivência dessa semana foi extremamente gratificante, sobretudo em função da intercooperação e da troca de experiências proporcionada pela convivência entre os representantes das cooperativas participantes. “Nós fomos visitar cooperativas que deram certo e que são exemplos, que trabalham em prol do bem dos produtores, dos funcionários e da comunidade”, comenta Sinval.

 

Com informações e fotografias da Comunicação FecoAgro/RS