Compartilhar

[DETEC INFORMA] Manejo de inverno em áreas de soja - controle de invasoras

Ao finalizar a safra de soja 2018/19, que, por sinal, ficou abaixo das expectativas dos produtores em função do excesso de chuvas durante praticamente todo o ciclo da cultura, nos deparamos com várias incertezas e temores. As inseguranças referem-se principalmente à lucratividade da lavoura, seja devido ao cenário internacional, com a crise entre EUA e China, ou ao cenário nacional, com as questões políticas e econômicas, ficando os produtores e a atividade à mercê desses desfechos.

Em meio a tantas incertezas, o planejamento do próximo plantio é fundamental, e, nesse sentido, uma das atividades de grande importância é o MANEJO DE INVERNO. Ele visa realizar o controle de invasoras de folha larga, que invadem as áreas neste período, dando ênfase ao controle não apenas da buva, mas também de flor roxa, poaia, losna e a própria soja “guaxa”.

Sendo assim, visando o controle mais eficiente dessas invasoras, recomenda-se a mistura dos herbicidas Ally e 2,4-D, sempre acompanhados de óleo mineral. Um fator a observar é o período de carência entre a aplicação dos herbicidas e o plantio da soja, que no caso do Ally fica em 60 dias e do 2,4-D entre 15 a 20 dias. As aplicações devem ser realizadas, de preferência, em dias ensolarados e com as invasoras sem umidade residual da noite ou madrugada.

 

Em caso de dúvidas, consulte um técnico da Cotrisel da sua cidade.

 

Engenheiro Agrônomo Tarlei Teixeira Dotto

DETEC – São Pedro do Sul/RS